Artigos

STOP IDADISMO! Com o apoio do Presidente da República de Portugal

Stop: palavra inglesa que significa “ato ou efeito de parar”. Idadismo: “Preconceito e discriminação com base na idade, principalmente quanto a pessoas mais velhas.” STOP IDADISMO!: PARE O PRECONCEITO COM BASE NA IDADE!

A explicação da expressão até pode ser desnecessária, entretanto, o comando não é!

No Brasil, e em vários países do mundo, casos relacionados à discriminação etária crescem a cada dia. Tanto é que em março de 2021 a Organização das Nações Unidas lançou a Campanha Global de Combate ao Idadismo, oportunidade em que ofereceu inúmeros dados relevantes como a natureza; as determinantes; a escala e o impacto do idadismo contra a pessoa mais velha. Trouxe, também, mecanismos para que possamos combater e promover ações que favoreçam a saúde integral, o aumento de oportunidades, e tudo o mais que permita as pessoas prosperem em qualquer idade. Veja o Relatório Global sobre Idadismo.

No artigo publicado no Blog Maturi logo após a divulgação da citada campanha, mencionei dados que reforçam o agravamento da situação preconceituosa, além de compartilhar as ferramentas que a ONU e a Organização Mundial de Saúde nos ofereceu para agir contra esta forma de ataque aos direitos humanos do adulto mais velho. Naquela campanha todos nós fomos desafiados para atuarmos, em colaboração, no combate a esta sórdida realidade.

É o que tenho feito em meu trabalho no projeto Across the Seven Seas, pelo respeito ao idoso e pelo envelhecimento ativo, razão pela qual conheci o Movimento #StopIdadismo.

“Stop Idadismo” na Espanha e Portugal

O desafio de combate ao idadismo é de responsabilidade de todos. Devemos agir pelo respeito à pessoa mais velha, e apoiar as iniciativas e movimentos de combate ao etarismo.

Uma vez representando o Movimento Vidas Idosas Importam em Portugal, fui apresentada ao Empreendedor Social de Viseu, Portugal, José Carreira, porta voz do movimento #StopIdadismo no país.

Carreira é Presidente das Obras Sociais Viseu, em Portugal, Instituição Particular de Solidariedade Social, e criador e diretor da Revista Envelhecer, Coordenador do Centro Apoio Alzheimer Viseu e Dirigente da Associação Nacional Interdisciplinar da Economia Social.

O Movimento é originário da Espanha, tendo sido criado pela instituição ASISPA – Atención a Personas, e foi do conhecimento do resultado de seus trabalhos que José se interessou e passou a representar #StopIdadismo na nação portuguesa.

José Carreira, consciente da discriminação etária e sensibilizado com o tema, contactou a organização ASISPA com o intuito de transportar o movimento para Portugal, com o principal objetivo de “sensibilizar, identificar discriminações nos diversos locais e diversas faixas etárias”, disse o Jornal de Notícias.

A ASISPA – Atención a Personas, foi fundada em 1980 por Carmen Zabala em conjunto com um grupo de pessoas formado por técnicos e voluntários, com o objetivo de promover atenção integral ao público sênior. A sua experiência na gestão de programas de intervenção social, desde a sua fundação até os presentes dias, fez com esta entidade se tornasse referência na prestação de serviços no Espanha.

Alinhados à sua missão precípua, ASISPA lançou o movimento #STOPEDADISMO que tem por objetivo fornecer informações, fatos e dados atualizados que promovam a reflexão e estimulem ações organizadas de combate ao idadismo.

Amplitude do Movimento

A força e relevância do movimento logo foi constatada, e inúmeras organizações sociais, e meios de comunicação de países ibero-americanos aderiram ao Movimento Global #StopIdadismo.

Países como o Brasil, Argentina, Cuba, México, Panamá, Venezuela, Chile e El Salvador, além da Espanha e Portugal, trabalham em conjunto pela promoção e divulgação de palestras e notícias que despertem a população para agirem contra o idadismo.

Abaixo algumas instituições, movimentos e empresas aderentes ao #StopIdadismo:

Presidente da República de Portugal apoia o lançamento do Movimento #StopIdadismo

Para lançar o movimento e discutir o idadismo, no dia 30 de abril, José Carreira, representante nacional do movimento em Portugal, organizou evento em conjunto com 11 países ibero-americanos, com a presença de Laura Cañete, representante espanhola da ASISPA, Rosa Monteiro, Secretária de Estado para a Cidadania e Igualdade, Alexandre Kalache, Presidente do Centro Internacional Longevity Brasil, e António Ferrari, assessor de Comunicação da ONU para Portugal, e com a moderação da jornalista Ana Carrilho.

Na abertura dos trabalhos José Carreira discorreu sobre o histórico do movimento, suas ações e meios de comunicação, passando à leitura da mensagem encaminhada por Sua Excelência o Senhor Presidente da República de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa. Assista o vídeo de lançamento da campanha por este link

Abaixo parte final de mensagem do Presidente:

“Num mundo que esquece, negligencia ou não protege o saber e a experiência acumulados por gerações. Uma das lições que estamos a retirar da pandemia é que não podemos voltar ao mundo que tínhamos antes da pandemia e, a este nível, esse facto implica discutir novos modelos de proteção do envelhecimento, onde se enquadram as medidas jurídicas e sociais de combate ao idadismo. Um combate que deve ser feito nas famílias e nas comunidades de proximidade e vizinhança, mas também na escola, nas empresas, nas associações e organizações do terceiro setor, na administração pública e local.
Saúdo por isso o Movimento cívico #StopIdadismo n
o momento de sua apresentação pública, alinhando Portugal com uma preocupação global, nesta Década para o Envelhecimento Saudável das Nações Unidas.”

Marcelo Rebelo de Sousa

JUNTE-SE AO MOVIMENTO #STOPIDADISMO!

https://stopidadismo.pt/

Youtube

Facebook

 

Silvia Triboni 

458 views
cool good eh love2 cute confused notgood numb disgusting fail