Artigos

Trabalho da NM distinguido pelo júri do Prémio de Excelência Vicente Jorge Silva

Muitos parabéns à jornalista Ana Tulha e ao fotojornalista Pedro Correia pelo excelente trabalho que alertou para a dura realidade da velhice em Portugal, quando as pessoas são institucionalizadas ou abandonadas nos hospitais. O alerta  para quem quer ouvir e colaborar na urgente mudança que se impõe, a começar pelo combate ao idadismo:

«Conceição tem sete filhos, Ermelinda três. Ambas estão esquecidas no hospital, enquanto aguardam por uma vaga num lar. Julieta abriu a porta de casa ao filho num momento de aperto. Foi destratada e insultada, acabou ameaçada de morte. E ainda há os episódios infelizes em lares. Camaratas atulhadas, idosos amarrados e infantilizados. E um alerta a soar fundo:

“Muitos de nós vão ter um choque terrível,

se tiverem a sorte de chegar à velhice”.»

 

A reportagem “Quando a velhice é um quarto escuro”, publicada na “Notícias Magazine” em novembro de 2022, foi distinguida na terceira edição do Prémio de Excelência Vicente Jorge Silva (atribuído pela Imprensa Nacional-Casa da Moeda [INCM], em parceria com o Clube de Jornalistas) com uma menção honrosa.

O júri, presidido por Nicolau Santos, presidente do Conselho de Administração da RTP, e composto também por David Pontes, diretor do “Público”, João Vieira Pereira, diretor do “Expresso”, Francisco Belard, vice-presidente do Clube de Jornalistas, e Luísa Meireles, diretora de informação da Agência Lusa, considerou o trabalho, da autoria da jornalista Ana Tulha e do fotojornalista Pedro Correia, “um retrato vivo e chocante de um tema transversal à sociedade, cuja construção narrativa consegue mostrar a crueza da realidade, com rasgos de poesia”.

96 views
cool good eh love2 cute confused notgood numb disgusting fail